UA-158224404-1 FISIOTERAPIA LABORAL PARA EMPRESAS | enfisio

Entenda como a fisioterapia pode ser uma grande aliada da sua empresa

Com um cenário econômico desfavorável, as empresas vêm buscando alternativas para se destacarem no mercado. O investimento em bem-estar corporativo, por exemplo, é uma estratégia que vem sendo adotada por empresas de sucesso, com um grande retorno comprovado. Essa valorização dos colaboradores interfere diretamente na sua motivação e produtividade, sendo inúmeros os benefícios, tanto para eles, como para a empresa.

O desenvolvimento de programas de fisioterapia dentro das empresas contribui muito nessa promoção do bem-estar. Quer entender como? Acompanhe neste artigo como a fisioterapia pode ser uma grande aliada da sua empresa.

O que é a fisioterapia laboral?

A fisioterapia laboral acontece dentro da empresa e é implementada por fisioterapeutas especialistas em fisioterapia do trabalho e ergonomia. Segundo Nivalda Marques e Roberta de Azevedo, autoras do livro “Fisioterapia nas empresas”, ela objetiva executar dois tipos de ações relacionadas aos problemas osteomusculares:

  • ações preventivas:

“os fisioterapeutas atuarão incentivando os empregados a novos hábitos de vida, desenvolvendo na empresa uma nova cultura saudável de consciência corporal e postural, gerando um bem-estar físico e emocional no ambiente de trabalho.”

  • ações curativas:

“o fisioterapeuta oferece seus serviços aos empregados que apresentam alguma patologia osteomuscular de origem diversa, inclusive ocupacional”.

Como ela funciona?

Em atendimentos fisioterápicos, individualizado ou em grupos, o fisioterapeuta usa seus conhecimentos de biomecânica, ergonomia, atividade física laboral, dentre outros, para realizar a prevenção e tratamento de lesões por esforço repetitivo (LER) ou distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT).

José Ronaldo Veronesi Junior, mestre em fisioterapia, em seu livro “Fisioterapia do Trabalho: cuidando da saúde funcional do trabalhador” cita que:

“os prejuízos para as organizações decorrentes das DORT atingem diversas áreas, tanto no que se refere à redução da produtividade, quanto ao aumento de custos pelo alto absenteísmo médico, pela necessidade de retreinamento, pelo aumento de custo de produção, por altos valores despendidos no tratamento médico do acometido, por afastamentos prolongados, por despesas com processos de reintegração ao trabalho e por processos indenizatórios de responsabilidade civil, dentre outros (Couto,1998)”.

Dentre os inúmeros  benefícios da fisioterapia no ambiente laboral, podemos destacar:

  • Fortalecimento do sistema osteomuscular;

  • Alívio de dores;

  • Prevenção de desconfortos ou queixas musculoesqueléticas decorrentes das atividades laborais;

  • Tratamento fisioterápico;

  • Melhora postural, através de uma avaliação e orientação condicionamento fisioterápico;

  • Análise dos fatores ambientais que contribuem para o desenvolvimento de doenças ocupacionais, como LER/DORT.

A fisioterapia como aliada na diminuição de afastamentos  

Os colaboradores chegam a passar até 10 horas diárias no ambiente de trabalho, sob estresse, atividade mental excessiva e em ritmo de trabalho intenso. Logo começam a aparecer dores, distúrbios emocionais (como ansiedade e depressão), quadros infecciosos, dentre outros.

José Ronaldo Veronesi Junior também cita que:

“os afastamentos do trabalho estão relacionados diretamente em sua maioria, cerca de 90%, com a questão da postura e dos demais agentes agressores do próprio ambiente laboral (Alves, 2001)”.

Entre os problemas que surgem no ambiente de trabalho, as dores nas costas estão entre as mais comuns e as que mais afastam as pessoas dos postos de trabalho. Segundo o Ministério da Previdência Social são mais de 160 mil casos anuais. O prejuízo é grande para as empresas que perdem produtividade, gastam com indenizações e outros custos médicos e ainda tem uma queda de satisfação e motivação da equipe.

Problemas osteomusculares, como as dores nas costas, são comuns e atingem colaboradores que exercem as mais variadas atividades. Luis Eduardo Munhoz, médico ortopedista, alerta que:

“desde funcionários que precisam carregar muito peso no serviço a pessoas que passam horas em frente ao computador em postura inadequada, todos são suscetíveis”.

É nesse sentido que a fisioterapia laboral atua com muita eficiência, tanto para a prevenção desses problemas tão comuns quanto para o tratamento.

Aliada também para a redução de acidentes de trabalho

Os acidentes de trabalho são um risco para os colaboradores e também trazem complicações para a empresa, principalmente prejuízos financeiros. Em muitos casos, os colaboradores podem até ficar com sequelas físicas e emocionas. Entre as causas mais comuns de acidente de trabalho estão:

  • Estresse;

  • Fadiga;

  • Falta de atenção;

  • Monotonia e repetitividade;

  • Falta de uso de equipamentos de proteção e etc.​

A fisioterapia laboral é capaz de ajudar a empresa a prevenir esses problemas, ajudando o colaborador a se manter saudável, apto e focado para desempenhar suas tarefas.

Conclusão

Em tempos de crise, as corporações precisam do máximo rendimento e empenho dos colaboradores para buscarem resultados que confiram um diferencial competitivo. Diante dessas circunstâncias, é comum que o ambiente de trabalho fique mais tenso, repetitivo, a carga horária se estenda e o colaborador descuide da saúde. Assim, é provável que a saúde dos colaboradores fique fragilizada e apareçam dores, lesões, distúrbios e outras situações indesejáveis. Para prevenir e tratar esses problemas a fisioterapia pode ser uma grande aliada da sua empresa.

Então, que tal implementar a fisioterapia no seu ambiente de trabalho? Converse com a En-FISIO, somos especialistas em bem-estar corporativo.

Quer mais novidades? Siga a En-FISIO nas redes sociais.

Achou interessante para a sua empresa?

Preencha o formulário abaixo para solicitar que um de nossos consultores entre em contato com você.